Sou um grande fã de cartuns, quadrinhos, tirinhas e afins. Quanto mais ácido o humor, melhor. Quando mais sensível e simples for a sacada – e, aqui, penso em Macanudo –, mais ótimo eu acho.

Bill Watterson, Quino, Laerte, Angeli, Liniers, Allan Sieber são alguns dos nomes – bem conhecidos, aliás – que eu valorizo nesse ramo.

A tirinha que fiz questão de trazer aqui hoje, é do gaúcho Allan Sieber, que publica seu trabalho, dentre outros lugares, na Folha de S. Paulo e é conhecido pelas séries Bifaland – A cidade Maldita e Preto no Branco, à qual, inclusive, pertence essa.

O que me encanta nela, além da ironia fina, é a pronta identificação que me causa. Sou filho de dois canistas profissionais –acabando eu mesmo por também me tornar um – que, sem pestanejar, diriam isso para mim – assim, claro, como eu também direi ao meu filho!

One Reply to “Cartas ao filho”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.